Nosso Logotipo QUEM SOMOS EVENTOS
REALIZADOS
FALE CONOSCO
TEXTOS SOBRE O TEMA LINKS PARA INCLUSÃO
OPINIÃO

 

QUEM SOMOS

Somos uma ONG formada por famílias, professores e terapeutas do Rio Grande do Sul, empenhados na divulgação do conceito de inclusão escolar e na busca de um redimensionamento da escola que temos hoje, visando torná-la uma escola inclusiva, ou seja, uma escola de qualidade para todos, na qual as diferenças sejam valorizadas.

Temos procurado divulgar essas idéias em escolas da rede pública e privada e, também, em encontros com pais e profissionais interessados no tema. Além disso, procuramos concretizar o direito dos alunos com necessidades específicas freqüentarem as classes comuns do ensino regular, oferecendo apoio às escolas na medida de suas necessidades.

 


OPINIÃO

PRÓ–INCLUSÃO - LUTA PELOS DIREITOS DO DEFICIENTE FÍSICO

Sabemos que a inclusão ainda é algo que está longe de ser considerada uma conquista efetiva. A única danceteria de Porto Alegre que conhecemos e que possibilita o acesso a pessoas com deficiência é o Bar Opinião, portanto precisamos de mais lugares acessíveis e prédios com construção de rampas, para que as pessoas se sintam à vontade na sociedade.

Os restaurantes, prédios e instituições de trabalho, construídos hoje em dia ou reformados, não tomam como base pessoas com algum tipo de deficiência. "Porto Alegre abriga 180 mil pessoas com algum tipo de deficiência, no Brasil somos aproximadamente 25 milhões, o que corresponde a 14% da população. Se nosso país se ocupar de fato com a promoção da inclusão verdadeira as barreiras deverão ser derrubadas, rampas e acessos construídos e assim poderemos mostrar como somos capazes de fazer as coisas. As vagas para nós deficientes, no mercado de trabalho, são aproximadamente 10% e após três meses somos mandados embora sem sequer ter oportunidade de serviço.

"Os cegos precisam ler em braile e alguns prédios não possuem a leitura em braile nos elevadores, por exemplo". Quanto ao transporte público, cinemas, teatros entre outros, deveriam ter mais espaços e locais específicos para cadeirantes. Nos estacionamentos de supermercados e shoppings nos surpreendemos como as pessoas em geral, que não têm sensibilidade e acabam ocupando o estacionamento reservado para os deficientes.

Somos dois jovens com paralisia cerebral e junto com a pró-inclusão desejamos construir uma sociedade mais inclusiva.

Lucas Costi Nácul - casado e escrevente.
Eduardo Purper -
solteiro (ainda) e estudante de jornalismo.

 


ESTE SITE TEM O APOIO DO

CEDI - Centro Especializado em Desenvolvimento Infantil


Nosso Logotipo

© 2007PRÓ-INCLUSÃO